quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Enrosquei-me no teu colo silencioso.
Não sei se passaram minutos ou horas.
Não sei se passou tempo algum.
Quando abri os olhos os teus estavam fechados.
(não estavas a dormir porque continuavas a mexer-me, suavemente, no cabelo).
Fechei-os com esperança de sonhar o teu sonho.

2 comentários:

Daniel Santos disse...

Muito bem mesmo.

Unknown disse...

molto buono, signorina!
vejo que o love is in the air...